Logotipo do Museu Nacional de Arqueologia
sobre o MNA agenda faq's   informações
  english | français
exposições
exposições
   home  
   o museu
 história
 exposições
 colecções
 visita virtual
   serviços/actividades
 biblioteca
 amigos do MNA
 serviço educativo
 investigadores
 laboratório
 destaques       
 notícias     
 imprensa     
 peça do mês     
 sítio do mês     
 outros sítios     
subscrever mailing list do MNApesquisa geral: mapa do sítio       

exposições permanentes
- Tesouros da Arqueologia Portuguesa
- Antiguidades Egípcias

exposições temporárias
patentes
- Religiões da Lusitânia. Loquuntur saxa.
- Lusitânia dos Flávios. A propósito de Estácio e das Silvas
- Um Museu, tantas coleções ! Testemunhos da Escravatura. Memória de Africana
arquivo

pesquisar exposições
 

geral@mnarqueologia.dgpc.pt

     apresentação multimédia
edições sobre a exposição

Capa de folheto

título: Antiguidades Egípcias. Material Pedagógico
edição: Museu Nacional de Arqueologia
Nº páginas: 32
Preço: € 3.50  (702$00)

Capa de catálogo

título: Antiguidades Egípcias
edição: Museu Nacional de Arqueologia
Nº páginas: 402
ISBN: 972-8137-00-1
Preço: € 42.40  (8.500$00)


 
Mais informação
 
   Exposição permanente   

Antiguidades Egípcias

Data de início:
20 de Dezembro de 1993
Local no MNA:
Sala Egípcia
Organização institucional:
Museu Nacional de Arqueologia
Comissariado científico:
Luís Manuel Araújo
Tipo de exposição:
Apresentação de uma colecção

A colecção de antiguidades egípcias do Museu Nacional de Arqueologia constituída por mais de quinhentas peças (das quais cerca de trezentas em exposição permanente) é a maior de Portugal, tendo sido reunida ao longo do século XX. Em 1909 Leite de Vasconcelos, fundador do Museu, trouxe do Egipto cerca de setenta objectos; umas duzentas peças foram obtidas pela rainha D. Amélia durante a sua viagem ao Egipto em 1903, passando para a posse do Estado em 1910; as restantes foram doadas pela família Palmela, por Bustorff Silva e Barros e Sá entre outros. Há cerca de oitenta peças de origem desconhecida.
A exposição cobre mais de cinco mil anos de história, indo desde a Pré-história (c.6000-3000 a.C.) até à Época Copta (395-642 d.C.) e nela estão representados os grandes períodos da civilização egípcia: o Império Antigo, o tempo áureo das pirâmides (c.2660-2180 a.C.); o Império Médio, uma época de grande brilho cultural (c. 2040-1780 a.C.); o Império Novo numa fase de expansão e de cosmopolitismo (c. 1560-1070 a.C.), a Época Baixa, como seu renascimento artístico (664-332 a.C.); e a Época Greco-romana (332 a.C.-395 d.C.), durante a qual o Egipto manteve uma notória independência cultural.
(Luís Manuel Araújo)

Outros  estudos sobre a colecção:
FIGUEIREDO, Á. (2005) - 
The Lisbon Mummy Project: The employment of non-destructive methods in mummy studies (226KB pdf).


The Lisbon Mummy Project. Reportagem SIC

Múmias á Alfacinha. Revista "Super Interessante"

 

Visita virtual à Exposição Permanente
Antiguidades Egípcias

Imagem entrada

ENTRAR

(webdesign e imagem de Pollyanna Freire
Colaboradora voluntária do MNA)

 




Vista de ambiente expositivo Vista de vitrina  









este sítio foi preparado para ser acessível aos utilizadores com necessidades especiais
DSímbolo de Acessibilidade na Web      
pesquisa geral: mapa do sítio       
Logotipo da direção Geral do Património Cultural
  última actualização: 26/04/2017
próxima actualização: 30/05/2017
 


geral@mnarqueologia.dgpc.pt |